O Que é o Curso de Naturologia Clínica

 

Entenda a
Naturologia Clínica ...


Tudo precisa ser bem definido com um "marco legal" que estabelece firmeza de condições para o que iremos explicar nos termos da

Portaria do Ministério da Saúde nº 849 de 27/03/2017 (D.O.U. 28/03/2017) que determina que a Terapia Naturopática seja objeto de defesa da saúde da população brasileira!

Esta técnica de saúde que é uma metodologia excepcional, está definida na Classificação Brasileira de Ocupações do Ministério do Trabalho sob os números de registro: CBO nº 2263-20 (Naturólogo) ou nº 3221-25 (Terapeuta Naturista; Naturopata); portanto, não se trata de alguma atividade ilegal, muito menos charlatanismo ou curandeirismo, bastando observar que na mesma CBO estão todas as profissões reconhecidas na República, incluindo-se naturalmente todas que são da área da saúde em situação de igualdade.

Compreendido isto, o que é Naturologia Clínica? Diz a Portaria:

"NATUROPATIA

É entendida como abordagem de cuidado que, por meio de métodos e recursos naturais, apoia e estimula a capacidade intrínseca do corpo para curar-se.

Tem sua origem fundamentada nos saberes de cuidado em saúde de diversas culturas, particularmente aquelas que consideram o vitalismo, que consiste na existência de um princípio vital presente em cada indivíduo, que influencia seu equilíbrio orgânico, emocional e mental, em sua cosmovisão.

A Naturopatia utiliza diversos recursos terapêuticos como: plantas medicinais, águas minerais e termais, aromaterapia, trofologia, massagens, recursos expressivos, terapias corpo-mente e mudanças de hábitos.

Cada indivíduo recebe um tratamento individualizado, planejado para suas especificidades, seguindo seis princípios fundamentais:

(1º) Não fazer mal - por meio do uso de métodos que minimizam o risco de efeitos colaterais;

(2º) Identificar e tratar as causas fundamentais da doença - identificando e removendo as causas subjacentes das doenças ao invés de suprimir os sintomas;

(3º) Ensinar os princípios de uma vida saudável e uma prática promocionista - compartilhando conhecimentos com os indivíduos e os encorajando a ter responsabilidade sob sua própria saúde;

(4º) Tratar o indivíduo como um todo por meio de um tratamento individualizado - compreendendo fatores físicos, mentais, emocionais, espirituais, genéticos, espirituais, ambientais e sociais únicos que contribuem para a doença e, personalizando os protocolos de tratamento para o indivíduo;

(5º) Dar ênfase à prevenção de agravos e doenças e à promoção da saúde - avaliando os fatores de risco e vulnerabilidades e recomendando intervenções apropriadas para manter e expandir a saúde e prevenir a doença; e,

(6º) Dar suporte ao poder de cura do organismo - reconhecendo e removendo os obstáculos que interferem no processo de autocura do corpo."

Para verificar onde está a publicação desta Portaria, pode-se verificar diretamente no DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

Ora, mas por que usa-se a expressão "Naturologia Clínica" e não "Naturopatia Científica"?

Primeiro, vamos entender o significado de cada expressão. A palavra "naturopatia" significa: "doença natural"; já a palavra "naturologia" significa: "estudo da Natureza". A palavra "científica" significa: "estudo com base no conhecimento certo de suas causas"; já a palavra "clínica" significa: "terapêutica ou tratamento".

No segundo aspecto, temos que a "Naturopatia é o estudo das doenças naturais por suas causas e uma óbvia proposta de cura". Já a "Naturologia Clínica é o estudo da Natureza para aplicação terapêutica". Mas, esta definição de "doenças naturais" é um erro científico inconciliável, haja vista que a saúde e normalidade funcional orgânica, denominada homeostasia e, todas as dificuldades com esta normalidade são fruto de uma alteração no estilo de vida de tal forma que as condições essenciais sejam maculadas; a doença jamais pode ser um fenômeno "natural". Doença é sempre um esforço do organismo para restabelecer as condições naturais, num processo que denominamos "reostasia" e que em grau avançado se firma negativamente como "alostasia" - entendemos que sob nenhuma hipótese pode ser considerado normal e natural o estado de doença, o natural para o ser humano é estar em Homeostasia e não doente, assim a expressão Naturopatia, em nossa avaliação, é inconveniente.

Naturopatia e Naturologia possuem fundamentos em muitos pontos bem assemelhados, mas a essência é diferente e por isto escolhemos a expressão "Naturologia Clínica" porque ela representa o que realizamos na prática em nossa atuação no mercado de trabalho; isto é: estudamos a Natureza para a devida aplicação terapêutica.

Porém, é importante salientarmos que o termo "Terapeuta Naturista" tem o mesmo significado que "Naturologista Clínico", porque se refere a alguém que objetiva atender as pessoas com terapias (clínica) rigorosamente naturais (naturo); por esta razão estuda (logia) como proceder em todas as vertentes do conhecimento naturológico clínico.

Uma pessoa que participa de nosso Curso é consagrado ao seu término como: Naturologista Clínico, mas não é equivocado dizer-se que é um Naturopata (embora esta expressão não seja a ideal) - mas, é correto dizermos que se trata de um Terapeuta Naturista que, em essência é um "estudioso da Natureza" ou "Naturólogo".

O Curso de Naturologia Clínica que realizamos desde 2018, dentro das especificações atuais, objetiva cumprir seu objetivo em formar para atuação no ambiente do mercado brasileiro, profissionais que sejam capazes de trabalharem conforme o Protocolo que lhe dá sustentabilidade. Este Curso foi ideado à partir da experiência do Prof. Jean Alves Cabral que atua no setor desde 1997.

Se você deseja maiores informações retorne à página principal deste Site.

Inscreva-se Agora: GRATUITO!

FAÇA O MINI-CURSO INTRODUTÓRIO!


Você não tem nada a perder: inscreva-se agora; receba seu login e senha agora mesmo e faça nosso Mini-Curso Introdutório e conheça como funciona o Curso, a Profissão, as Oportunidades e muito mais.

02

dias


12

horas


26

minutos


14

segundos